Inquietação

No contexto contemporâneo e urbano, a pintura, seus limites e suas possibilidades vêm causando inquietações em minhas concepções quanto ao como expressar o que sinto. Disso percebo que minhas obras, cada vez mais abstratas, buscam a aproximação entre duas linguagens: a das tintas e a das relações sociais nos espaços urbanos.

Sendo duas linguagens tão fluídas, com códigos e sistemas de valores próprios, me interesso pelos aspectos obscuros de uma sobre os perceptíveis da outra. E vice-versa.